sexta-feira, 2 de março de 2007

objectos



Da última vez que abri esta caixa, tinha visto no cinema «O Fabuloso Destino de Amélie Poulin», no qual a protagonista encontrava uma caixa que me fez lembrar a minha.


A caixa de lata era a da costura da minha bisavó, e não sei muito bem como acabei por ficar com ela. Está cheia de objectos pequenos que não eram meus, menos a boneca (penso que se chamava Lovely Baby e vinha dentro de uma caixa de fósforos quando a minha mãe me ofereceu, andava eu na escola primária).
O último objecto a juntar-se ao grupo, foi a caixa redonda de pó de arroz da minha avó materna, há mais de oito anos. Há umas semanas atrás, voltei a descobri-la porque andava à procura de uma outra coisa e não resisti em fotografá-la... Talvez um dia a arrume tão bem que nem me lembre do lugar.
Não sei porque razão, fui juntando estes objectos na caixa, mas sei que gosto de os ver todos juntos.

2 comentários:

BaBiju disse...

Olá!
Desculpa entrar sem bater!!!
Tens peças lindas.
E esta caixinha dve trazer-te boas recordações!!!
Tudo tão bonito que dá para ficar a olhar horas a fio!!!
Jokas
Cláudia

alice disse...

Nem imaginas como gostei deste post, e das imagens... a caixa de pó de arroz, os travessões perlados, lindos,lindos,lindos.

Faz lembrar que não são só as peças que encontramos que têm interesse, ainda gosto mais de ouvir as histórias que contêm.