segunda-feira, 31 de março de 2008

dos meus vasos







É por isso que gosto tanto dos meus cactos… no fim do outono «finjo» que me esqueço deles, não os rego uma única vez, e aguentam-se até agora ser darem trabalho nenhum. Desisti de ter outras plantas. Ainda me ofereceram um bonsai que não vingou, e mais outro que foi pelo mesmo caminho. Sobram dois vasos de orquídeas japonesas que nunca mais deram flor, com raízes a treparem por todo lado (que lhes faço?). Apenas o mangerico mantém-se, mas a precisar de um vaso maior.
Hoje, quando chegámos a casa, fomos brincar na estufa* e descobrimos os primeiros sinais da Primavera, flores minúsculas, tirámos fotografias e agora sim, é tempo de começar a regá-los.

*Não é exactamente uma estufa, mas assim lhe chamaram os inquilinos anteriores, por ser um espaço de paredes e telhado de vidro, é muito pequena, mas com espaço suficiente para albergar os cactos que não gostam de rua e ainda sobra um cantinho para brincar «às casinhas» quando chove lá fora.

2 comentários:

Menina Rabina disse...

Que lindos!!! Acho que também me vou virar para os cactos... as outras plantas também não têm fins bonitos lá em casa... por agora apenas resiste uma roseira (pequenita), que agora que me lembro dela tenho que me lembrar de a regar quando chegar a casa... desgraçada...
Um beijinho

ritacor disse...

Lindos!
Adoro cactos ;)