quinta-feira, 10 de julho de 2008

mudanças



A hora da sesta está com os dias contados… «não quero dormir, porque não quero crescer, quero ser pequenina, não quero ir para a escola nova» (muitas lágrimas).
Após uma breve visita à escola nova, onde foi conquistada por um recreio que a outra não tem… «quero ir para a escola nova, não quero ir para a escola velha» (muitas lágrimas).
De manhã dói-lhe muito a garganta, dói-lhe a perna, um braço ou um dedo. Já me disse que lhe dói o corpo todo! Pois é filha, mas tens de ir…

«… posso ir de "
baienas"?»

3 comentários:

Marta Mourão disse...

:D

sapatinhos de verniz disse...

Mas ela será valente, concerteza, e ser-lhe-á fácil ultrapassar esta fase!
Força pequenina!!!
;))

ana margarida disse...

E a escola nova também tem um sotão!