terça-feira, 12 de janeiro de 2010

andar na rua


O carro passou uns dias na oficina. Houve dias que soube bem não precisar de me lembrar onde o estacionei no dia anterior, mas nos últimos dias confirmei mais uma vez que me faz falta, porque perto de casa não há transportes directos para onde precisamos de ir.
Para levar a miúda à escola posso apenas apanhar dois transportes diferentes, mas para ir para o emprego tenho de apanhar três. Se fosse assim todos os dias, teríamos de madrugar e dormiríamos menos horas. Ainda bem que posso ter carro para o dia-a-dia, ganho tempo, mas o que eu gostava mesmo era que tudo fosse perto e pudesse ir a pé.

3 comentários:

Marta Mourão disse...

E de bicicleta? Isso é que era. Como em Amsterdão ou agora em Paris. Isto se tivéssemos uma cidade viável para isso, claro.

●●● disse...

acredito ! e concordo ! vivo no centro da cidade de montpellier e podemos fazer tudo a pé ou de electríco ... mas o tamanho daqui não se compara com lisboa ! Beijo *

Sarita disse...

Concordo contigo. Seria agradável ir e vir a pé no percurso de casa trabalho. :)