domingo, 11 de abril de 2010

fuso português





Herdei um fuso da minha avó, que na altura em que fiquei com ele nem sabia para o que servia, mas guardei-o porque achei-o bonito. Isto foi o motivo porque me inscrevi no workshop de iniciação à fiação da lã. A minha intenção era apenas saber como utilizar o fuso português, mas saí de lá com mais algumas informações úteis que incentivam a procurar e a saber ainda mais sobre este assunto, uma delas que o pêlo de cão também pode ser aproveitado!





Começar a fiar pareceu-me difícil, mas cheguei à conclusão que se não estiver a olhar para o fio e estiver apenas a sentir o fuso numa das mãos e na outra a lã, corre muito melhor e o fio até fica mais uniforme. Não sei se vou comprar lã para fiar para a utilizar num trabalho muito grande, mas tenho a certeza que o vou fazer de vez em quando para não perder o jeito e para continuar a dar vida ao fuso da minha avó, e ajudar por muito pouco que seja a manter um bocadinho do nosso património nacional.

4 comentários:

Rita João Espinha disse...

E pêlo de gato?! Pode ser aproveitado?!… Tenho aqui uma ovelha que mia!!! :D

vera joão disse...

pêlo de gato não serve.

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Que giro... adoro estas coisas antigas...

theflyingfleece disse...

Muito bonito! Parece especialmente funcional e em bom estado - ainda bem que tem uso =)