domingo, 9 de janeiro de 2011

Há dias em que ficamos sem palavras.

1 comentário:

Rita João Espinha disse...

E há dias que não são precisas palavras sequer, mas alguns preferem proferir algumas (desnecessárias), quando o silêncio e um abraço podem dizer tanto. E tenho dito.
:(

Beijinhos da Rita, ainda em processo de assimilação :P