terça-feira, 29 de março de 2011

preciosos


Está imparável e vai deixando papelinhos pela casa.
E tal como eu fazia (e ainda faço), existe melhor coisa de que rabiscar numa toalha de papel a seguir à refeição?

1 comentário:

Alexandra Durão disse...

Tenho saudades destas fase, ainda guardo todos os papelinhos e cadernos de apontamentos da M. Uma altura agarrou numa folha dobradinha e num lápis e não o largou durante três dias, nem na cama, estava todo preenchido e ainda nem sequer sabia escrever, pelo menos usando o nosso alfabeto! :-)