domingo, 4 de dezembro de 2011

para ir e para não ir

Ontem fomos visitar a tão publicitada exposição O Mundo dos Dinossauros – A Maior Exposição da Europa de Dinossauros, pode ser a maior mas de longe a melhor. Posso estar a ser injusta, mas só me vem à cabeça a palavra «banhada». Se não fosse a segunda parte da exposição apresentar muitas figuras à escala real, o dia não teria sido salvo.
Podemos assistir a um documentário que já passou na nossa televisão (nada de novo) e o resto da primeira parte, assemelha-se a uma rua escura mal iluminada. Os poucos painéis luminosos com textos explicativos acerca da vida e extinção dos dinossauros, são demasiado pequenos e têm muito pouca legibilidade, o que não atrai os miúdos sequer a olhar e muito menos a lerem, o que não se justifica porque falta de espaço não há. Mais à frente, estão expostos alguns fósseis verdadeiros e maquetes de esqueletos tão mal iluminados que nem se dá pela presença dos que estão suspensos do teto. A segunda parte, com as figuras à escala real, já tem algum interesse, mas para as crianças mais pequenas, está tão mal iluminado que os painéis das legendas não se conseguem ler. Ao sair da exposição, passamos inevitavelmente pela loja bem iluminada (claro!) e pela zona onde as crianças podem colorir uma fotocópia de um desenho de dinossauro (só uma!) e colar na parede. Outro pormenor a ter em conta são as mesas onde pintam, não chegam aos joelhos dos pais e os bancos são mais altos que as mesas. Mas quem é que organizou isto?

Não costumo criticar de forma tão negativa uma exposição, mas senti que perdi ali muito tempo e que a minha filha aprendeu pouco ou nada (aprende mais a ver isto). Provavelmente, se não publicitassem tanto eu não me sentiria enganada, é que até o site dá-nos a ideia errada do que vamos ver.

Pode ser considerada pequena a exposição de dinossauros no Museu da Lourinhã, mas tem mais interesse que a «Maior da Europa» e pouco se divulga.

(Depois de escrever, encontrei este post em que a autora deu-se ao trabalho de assinalar as falhas da exposição, e que eu sublinho tudo.)


Para terminar o post de forma mais agradável, relembro que a CNB vai levar em cena Romeu e Julieta e A Bela Adormecida. Para quem gosta de bailado, as «tardes de família» são de aproveitar, o preço dos bilhetes ficam muito em conta ao compararmos com os bilhetes das companhias estrangeiras, que vêm cá pela altura do Natal e enchem as salas mais conhecidas da cidade. Não subestimo esses espetáculos porque sei que são bonitos, mas o que é nosso também é bom e não vejo muitas pessoas a irem ver.
Essas «tardes de famíla» também são bons presentes de Natal para quem tem crianças e aprecia ver bailado.

5 comentários:

Rafael disse...

Pois já sabia q esta expo seria uma banhada, a Sara avisou q tinha ouvido má criticas, ainda hoje perguntei a uma pessoa no twitter q disse q foi a exposição e perguntei se valia a pena, ela disse que não vale o dinheiro q gastou nos bilhetes. Este ano fomos ao museu da Lorinhã e realmente está mesmo muito melhor q nos anos anteriores, vale a pena a visita

Sandra Vilar disse...

Sai de lá exactamente com a mesma ideia, com tanta publicidade até pensei que era de mim!

Sandra Vilar disse...

subscrevo na integra,iluminação péssima e promenores muito mal cuidados!Sai de la exactamente com esta ideia

letra disse...

:)
absolutamente de acordo! estivemos lá ontem também. nada educativa a exposição. mesmo a zona das réplicas contempla muito poucas espécies e duvido muito de sequer algum rigor, o ambiente resume-se a areia e pinheiros mansos.. o filme do início é claramente impróprio para miúdos pequenos, ao contrário do que me asseguraram na bilheteira, o que me levou a escrever uma reclamação no livro.. 20€ que teriam sido mais bem gastos em pastés de Belém ali do lado..
rita

Anita disse...

É verdade. A exposição é das piores de dinossauros que já vi. Passou aqui no norte do país e é mesmo má. Publicidade enganosa.

http://naomecansodisto.blogspot.com/2011/01/dinossauros.html

Anita