quarta-feira, 8 de agosto de 2012

lixo




Acredito que se as garrafas de plástico valessem dinheiro não as víamos por aí como de flores se tratassem. Qualquer coisa que acumulasse alguns cêntimos num cartão de compras acho que resolveria uma pequena parte do grande problema. Também há quem não deite garrafas de plástico para o chão, nem papel sequer, mas deitam as beatas. Já vi. Devem ser beatas especiais.

Também já vi quem o faça disfarçadamente no estacionamento, abre um pouco a porta do carro, vira o cinzeiro ao contrário batendo ligeiramente no alcatrão para não estragar o cinzeiro, claro. Depois vão-se confundindo com a folhagem. Eu sei que as beatas são tão biodegradáveis como o papel, mas ao fim de 3 meses temos mais e é interminável.

Estas fotografias foram tiradas à porta do meu prédio, mas toda a rua está assim perto da berma do passeio, aliás sempre esteve, porque a renovação do stock é constante.

5 comentários:

Maria Filomena disse...

Vera,
ainda a pouco vinhamos na rua, de carro, e de um carro à frente, em movimento, primeiro jogaram uma beata, depois outra, e depois a caixa vazia dos cigarros...
Quem fuma é desagradável de várias formas: quando nos *obrigam* a fumar com eles, quando emporcalham o ambiente, pela falta de respeito para com os outros....Há dias vi um policial de uma corporação fardada, a jogar uma beata no chão....se ele fez isso ( e era quem deveria dar o exemplo) imagine os outros.......

cara amiga...
abraços de MF

Z disse...

Ui, à porta da minha casa nem me atrevo a tirar fotos! :(

Vera João Espinha disse...

Filomena, não critico quem fuma, cada um sabe de si, mas a rua é de todos, e é muito desagradável ver uma fileira de beatas ao longo do passeio… Não se deita papel para o chão, mas com outras coisas perdoa-se, não percebo. E isto começou a piorar desde que proibiram fumar em sítios fechados, porque anteriormente muitas dessas beatas ficavam em cinzeiros.

Vera João Espinha disse...

Zélia, dá mesmo vontade de tirar e começar a afixar as fotos nos placares dos anúncios "ofereço beatas" ou "perdeu-se garrafa" à saída dos supermercados.

Menina Rabina disse...

Isto tudo, a juntar aos cocós dos cães... :(