terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Um «like» não é um biscoito.

Sem querer repetir-me demasiado, achei que deveria escrever qualquer coisa a propósito da mensagem que hoje deixei no facebook. O tema é pertinente.

Criou-se um hábito terrível naquela rede. O pedido de likes por tudo e por nada.
Banalizou-se o like de uma maneira que mesmo que alguém me diga que aquela pessoa x tem não-sei-quantos-mil-likes, já me é quase indiferente. Se calhar essa indiferença não é normal, já me passou pela cabeça se estarei a perder algumas faculdades com a idade ou a tornar-me uma inadaptada à linguagem «facebookiana».

Há quem ache que ter muitos likes equivale a muitos seguidores fiéis, e quem está à frente de um pequeno negócio acha que isso poderá significar muitos clientes. Mas não é bem assim.

Os fãs são fantásticos e os clientes também. Mas nem todos os fãs são clientes e vice-versa. Entendido?
Os fãs são uma coisa, os clientes outra, e ainda existem os fãs-clientes que são outra coisa. E ainda temos os fãs que nos fizeram like na página e que até nos podem já ter esquecido (que afinal não são propriamente fãs mas contam para o número). O sucesso agora mede-se apenas numa escala de likes?
Se eu fizer um like a uma página significa que me dá jeito acompanhar, porque há quem dê mais notícias por ali e quero continuar a par, não quero perder o link, gosto mesmo daquela pessoa ou daquele projeto, é apenas neste sentido.

Quando iniciei este blogue, não pedi likes a ninguém. Comecei do zero. Acho que já ninguém sabe o que isso é!
Hoje em dia, cria-se um negócio qualquer, seja lá o que for, e cria-se de imediato uma página no FB para angariar likes. E tudo isto, porque criou-se a ideia, de quem não tem página de facebook não existe.
Isto mete-me confusão, o «perdi o fio à meada» não cresceu durante 7 anos à custa de likes, divulgou-se de boca em boca, foi crescendo aos poucos, os leitores foram-se identificando, citaram o meu blogue noutros blogues porque acharam que fazia sentido e isso também ajudou. Mas eu acho que isso acontece espontaneamente, ou não? Pelo menos há uns anos atrás acontecia. Eu não criei o blogue, e logo a seguir abri uma janela de casa e não me pus a gritar «gostem de mim, gostem de mim»!

Passei a ignorar as mensagens enviadas a pedirem-me simplesmente um like a uma certa página. Decidi mesmo que passaria a considerar aquilo uma espécie de spam. Quando tenho oportunidade até vou espreitar para ver se me interessa, ver se tem um blogue e perceber quem é o autor/a. Mas um like?! Um like não consigo espalhar ao desbarato como se fossem biscoitos.

Não me pressionem para o like, combinado? Isso desgasta, cansa, afasta, repele…

11 comentários:

Abraçar o Tempo disse...

Aqui está um texto com que me identifico na totalidade.
Existem pessoas que não sabem dar valor a nada porque acham que é tudo um mar de rosas tipo, yenho Ene amigos , passo o link no facebook e assim tenho mts seguidores. Isso muitas vezes é só ilusões, pk qualidade depois não existe para suportar os tais "likes" a que dão tanta importância.
Parabéns pelo blog e pelo texto , acertadissimo !!

theweightofdreams disse...

i like this :)

Rita disse...

Vera! Sou eu, a Rita do Socorro!
Sigo o teu blog todos os dias... (Ao principio não tinha a certeza que fosse a mesmo Vera!;))
Tambem odeio pedir likes. Acho que fiz uma vez e achei-me ridícula! "Lika" quem quer porque os que são obrigados não estão de coração. E o que é que isso interessa!?!
Adoro o teu trabalho. Ja adorava o outro, agora estou dividida!;)
Mil beijos e sadades

Margarida disse...

Vera, como te compreendo.
Quanto mais me tentam caçar um LIKE mais eu fujo dele...

Margarida Godinho disse...

Concordo com tudo. Cada vez há mais pessoas a pedir "likes" em vez de se preocuparem com a qualidade e conteúdo das suas páginas/negócios. Enfim...

Virgínia disse...

Faço minhas as tuas palavras. Não se passaram assim tantos anos desde que comecei o meu blog mas também noto essa enorme diferença. Parece que se descobriu uma falsa galinha de ovos de ouro. É pena que assim seja.

LLMS disse...

Tento todas as semanas passar aqui pelo blog. Gosto das peças, das fotografias, da maneira de escrever... Só hoje percebi que há uma página no facebook. Os meus likes são mutias vezes para não perder um link. Neste caso, não é necessário, tenho o blog nos favoritos!!!!

Filomena Crochet disse...

Vera,
as tuas fotos são lindas....
Gosto de as ver.
Sobre o desabafo, concordo contigo...
Há muita competição sem sentido algum...

abraços de MF

umademim disse...

tambem não lido bem com o facebook e com esses temas todos dos likes...e "amigos"

verónica*moar cerámica disse...

Já escrevi em sua parede facebook. Eu não poderia concordar mais. Muito bem dito!

Ps.-(Desculpem o meu Português :))

Estela Mata disse...

Percebo perfeitamente o que diz e o que sente e até me identifico plenamente no que diz (embora na minha pequena escala).

Ainda não tenho fb do que faço à muito tempo e só o fiz pq de facto sei que assim chega a muito mais pessoas do que o blog (com muita pena minha)!...

Há uma semana caí no erro (e digo erro porque estou arrependida) de fazer um passatempo! A minha ideia era agradecer desta forma às pessoas e clientes que gostam do meu trabalho e também divulgar um pouco mais o meu trabalho!
Mas enganei-me redondamente, a grande parte das pessoas que está a concorrer são as "papa passatempos" (como eu lhes chamo) e mesmo eu não tendo nada a ver com isso, pessoas que só vão à minha página (e fazem like)só por ter um passatempo não me interessam!

Aprendi a lição ;)!