segunda-feira, 6 de maio de 2013

tricotar meias


Este bocadinho de meia foi iniciado na Retrosaria durante a semana do «fim do mundo». Foi lá que também percebi que fazia a malha demasiado larga — eu achava que era normal — voltei para casa, treinei, e tentei que as agulhas não caíssem. Desmanchei, fiz novamente, desmanchei e voltei a fazer até conseguir que as agulhas deixassem de escorregar e que não ficasse com duas de fora em vez de uma — cheguei a pensar «p'ra quê 5? por este andar só vou precisar de 3!».
Se tivermos a oportunidade de aprender a fazer bem, podemos vir a fazer melhor quando estamos sozinhos, e com mais confiança nos aventuramos noutros projetos.

A vontade de perceber como se faz meia nasceu por contágio, pelo ambiente de todas estarem a fazer meias e de como a Ana me dizia que era altamente viciante, e por ser um trabalho tão portátil mais viciante se poderia tornar.
Naquela altura decidi, quando tivesse oportunidade iria aprender com a Rosa e com a Zélia. E fui. Se é viciante ainda não dei por isso, mas confesso que ontem fiquei até muito tarde a fazer o meu trabalho de casa e tive mesmo que colocar um ponto final porque estava a roubar demasiadas horas ao sono.

No fundo o que me motiva mais para aprender a fazê-las, é o conhecimento da técnica de como se fazem, e porque é meio caminho andado para me tornar independente dos expositores de meias. E certamente saber-me-à melhor remendar o meu fabrico próprio, do que o fabrico dos outros e do qual muitas vezes desconheço a proveniência.

Não se atrevam a dizer-me «foste aprender a fazer meias? para quê? são tão baratas!» :-(

5 comentários:

Avental disse...

Eu adoro fazer meias!!! Aprendi ainda miúda a fazê-las com a minha avó materna! A principio também me faziam confusão as 5 agulhas mas depois...

InêsN disse...

Confirmo que é altamente viciante :))

(e oferecer um par de meias feito por nós não tem comparação com mais nada...)

ana margarida disse...

Bem te vi numa fotografia e ia perguntar-te se era uma sócia tua :)

Z disse...

É viciante sim, quando ganhas confiança e vês que es capaz... E ainda vais fazer muitos pares... Perfeitinha como es.... Ate tenho medo da concorrência! :)

Cláudia disse...

Comecei por estes dias a experimentar a fazer meias... mas pelo livro da Rosa... espero conseguir! estou a gostar!