quarta-feira, 14 de agosto de 2013

gorro


Guardei a etiqueta, e a maravilhosa lã que comprei na Retrosaria reservei-a para levar de férias, com a intenção de fazer um gorro de bucos para a miúda usar no próximo inverno.

Quando nos dão a conhecer o contexto em que são produzidos os materiais, o prazer em dar-lhes forma é maior e o de ser usado também. Mal comecei a montar as malhas seguindo a receita, dei por mim a conclui-lo passado dois serões. Esta lã é que faz o gorro, e é tão bonita que a minha filha anda a imaginar rebanhos de ovelhas nesta «cor».

O verão também serve para preparar o enxoval para o próximo inverno. Como o gorro ficou pronto, só levo os novelos das meias de férias e acho que vou bem, as riscas levam tempo…

Gorros e meias de lã não volto a comprar. E vou ficar de olho na camisola do action man, porque quero estrear uma nova e não faço intenções de a comprar. Mas preciso de ir aprender a construí-la. Talvez acabe com o drama dos ombros e das mangas que tive durante muito tempo quando fazia tricot para vestir, acho que foi isso que me levou a desistir de continuar a fazer peças em tricot mais complexas para usar.


4 comentários:

Rosa Pomar disse...

Que lindo, Vera, e que fotografias tão bonitas! Domadas as cinco agulhas, fazer gorros é viciante. Bom trabalho!

Maria disse...

Bom dia,

Que lindo o gorro e as agulhas!!! :)

Onde as arranjaste?

Obrigada,

Maria

Maria disse...

Que camisola do action man?
Como é que escolhes as lãs na sotrosaria rosapomar? Ah vais mesmo à loja não é? é que vejo na internet e não consigo encontrar as lãs... :(

Vera João Espinha disse...

Maria, as lãs são estas:
http://retrosaria.rosapomar.com/collections/yarn/products/bucos