terça-feira, 2 de junho de 2015

há dias em que perdemos

O vizinho disse-me para não chorar e que já vinha ajudar-me. Ele não me conhece, nem sabe o que faço, mas já é a segunda vez que me ajuda. Depois veio o Paulo, o pai e a Rita. Nem sei o que dizer quando vejo quatro pessoas a ajudar-me desenfreadamente com pás, baldes e esfregonas e eu sem saber por onde começar.
A água que eu apanhava do chão voltava a cair em lágrimas. Começar de novo vai custar tanto.

10 comentários:

ana rita disse...

Oh não! Um abraço e muita força.

ponto guloso disse...

Oh, Vera...
lamento.
Saber, com certeza, que temos com quem contar, e que contamos até mesmo com quem "não nos conhece" é reconfortante, e ajuda...
Tenho a certeza, pelo que tenho acompanhado aqui pelo blog, de que o recomeço vai trazer muita coisa boa. Novas perspectivas, ideias novas, um novo alento.
Um abraço.

MauFeitio disse...

Oh Vera..... Espero que os danos sejam menores do que pensas!

M de M disse...

imagino que tenhas perdido muito trabalho. Caraças....
um abraço apertado *

Alexandra Pinto dos Santos disse...

Força Vera! Beijinhos :)

Rita Ferro disse...

Querida Vera. <3

And after the storm,
I run and run as the rains come
And I look up, I look up,
on my knees and out of luck,
I look up.

Night has always pushed up day
You must know life to see decay
But I won't rot, I won't rot
Not this mind and not this heart,
I won't rot.

And I took you by the hand
And we stood tall,
And remembered our own land,
What we lived for.

And there will come a time, you'll see, with no more tears.
And love will not break your heart, but dismiss your fears.
Get over your hill and see what you find there,
With grace in your heart and flowers in your hair.

Rita Ferro disse...

E outra coisa. custa a aceitar, mas às vezes precisamos de perder o fio à meada...
A vera sabia com o título deste blog. Agora é começar um ponto novo.
vai ser ainda mais bonito e forte!
<3

Dahlia´s Hopscotch disse...

Não me conhece, mas sego o teu trabalho e espero fazer alguma formação consigo num futuro próximo. Não se preocupe a sua força está nas suas mãos.

Vera João Espinha disse...

Agradeço todos os comentários na tentativa de me animarem. Mas preciso de tempo, para ver o que faço com tudo o que está estragado e ver com mais clareza o que ainda posso aproveitar, e mentalizar-me que vou levar muitos meses para recuperar muitas coisas e arranjar tudo de novo.

Um especial obrigada à Rita Ferro pelo poema ♥

Anónimo disse...

Oh Vera, lamento muito... Um beijinho e muita força para o recomeço. Patrícia