quarta-feira, 8 de julho de 2015


"Toda a gente” deixa, “toda a gente” faz, “toda a gente” gosta, “toda a gente” veste, “toda a gente” vê — lutar verdadeiramente com a opinião de “toda a gente” mesmo sem saber afinal quem é "toda a gente".  
Depois da minha longa luta de vários anos com o "toda a gente" fura, combinámos que a idade mínima aceitável seria esta, mas com algumas restrições.

Felicidade na pré-adolescência pode ser, tocar com a ponta do pé na cabeça e furar as orelhas.

3 comentários:

Alexandra Pinto dos Santos disse...

Ahahah
Cá em casa vivemos o mesmo drama, mas a Marta tem 9 e esta luta de "furar" é com o pai :)

Rosa Pomar disse...

A minha escola!!
(também cedi este ano, depois de uns quantos de insistência...)

Vera João Espinha disse...

Rosa, este liceu por dentro é lindo!