quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

entre festas

Tenho a sensação que respondi a muito poucas mensagens de Natal e as que enviei contam-se pelos dedos de uma mão. Deixei passar o tempo e quando dei por mim não fazia mesmo sentido pois estava em cima da hora e apeteceu-me gastar esse tempo a viver a vida no lugar onde estava e com quem estava.

Passei os dois últimos dias antes do Natal na Retrosaria, onde reencontrei e também conheci mais pessoas inspiradoras com quem dá vontade de ficar horas a partilhar histórias. O carimbo é da Sara, uma das pessoas que conheci, e mais uma vez está provado que o mundo é uma rua!

E agora chega um novo ano e é confuso, pois eu ainda estou no meu ano novo!


Sem comentários: