SOBRE ESTE BLOGUE

Este blogue foi criado em novembro de 2005, após ter recebido uma menção honrosa na categoria de joalharia contemporânea no concurso Cena d'Arte (CML). Iniciei-o com o pretexto de servir de catálogo quando iniciei a venda das peças ao público com o nome de perdi o fio à meada.

Quando comecei, não esperava mantê-lo durante tanto tempo nem seguir o percurso no registo de diário gráfico, mas é exatamente isso que ele é hoje. Na blogosfera encontrei outras pessoas que partilhavam interesses semelhantes aos meus, pouco comuns naquela altura e que me inspiraram também a ficar por aqui. Ter este tipo de registo automotiva-me a fazer e a tentar levar os projetos até ao fim e a partilhar outros assuntos do quotidiano. Levou-me a promover novas amizades e a trazê-las para fora do ecrã do computador também.

Aprendi a fazer crochet com a minha avó paterna, quando frequentava a escola primária. Hoje, tenho a certeza que o seu objetivo era manter-me ocupada para querer ver menos televisão. Passava dias seguidos a fazer desenhos e a fazer crochet, dias iguais, que para mim não eram nada aborrecidos! Também me aproximou mais dessa avó, o que hoje não me deixa dúvidas que fazer cochet ou tricot aproxima as pessoas e que quem considera isso antissocial, que acha que quem saca das agulhas em público tem tendência para se isolar ou tem hábitos de velhinha, está completamente enganado.

Acho que faço parte do grupo de pessoas que faz crochet, não porque é moda, mas sim, porque sempre gostei de o fazer e sabendo os benefícios que me traz todos os dias faz com que não o ponha de lado.

Quase todas as peças que tenho feito dentro do projeto perdi o fio à meada, estão reunidas aqui, de vez em quando estão disponíveis para venda online ou no atelier e são todas feitas à mão por mim.
A maior parte das peças têm como base pontos de crochet, porém tenho criado outras coleções em que utilizo diversas técnicas consoante os materiais que me suscitam curiosidade em trabalhar.

Podem encontrar referências ao meu trabalho numa bonita edição da Thames & Hudson — The New Artisans — que reune um conjunto de artesãos de vários países. Mais recentemente, podem ler o artigo da Notícias Magazine ou ler a entrevista completa aqui.

Há pouco tempo, fui desafiada para ensinar aquilo que sei sobre crochet — não sei tudo, claro, nem nunca hei de saber, sei apenas uma pequena parte. Aceitei o desafio e tem sido muito gratificante, levou-me a pesquisar mais sobre crochet, pontos e técnicas, para posteriormente passá-las a outras pessoas de modo a que aprendam com mais facilidade.

Costumo atualizar o blogue todas as semanas, mas nem sempre consigo, todos sabemos que o tempo passa a voar. A página de facebook serve apenas para partilhar alguns posts que publico no blogue.

Também sou designer gráfica e trabalho com livros, mas por aqui não costumo falar deles.

obrigada pela visita,
vera

…………

Perdi o fio à meada ® é uma marca portugesa registada desde 2007.

Contactos: verajoaoespinha@gmail.com  / perdiofioameada@gmail.com

…………

Este pequeno filme foi montado pelo Paulo, com a música Paper Aeroplane de Angus & Julia Stone. Foi feito sem objetivos comerciais, apenas transmite uma parte do meu universo feito à mão, aquele que vou partilhando no blogue.